10 DICAS DE SOBREVIVÊNCIA À CRISE



Em tempos de crise, e fora dele, é sempre importante que os lojistas sigam algumas dicas para manter seu comércio e clientela. Aqui seguem algumas delas:

1) ENTENDER O CLIENTE



Os vendedores precisam compreender rapidamente o estilo dos clientes e, assim, surpreendê-los com novidades que lhes agradarão. Uma boa dica é criar um banco de dados com as informações do cliente, inclusive quais foram as últimas peças compradas por ele.

2) REDES SOCIAIS



Use as redes sociais a seu favor! Divulgue sua marca. As mídias sociais atingem um grande número de pessoas. Poste fotos, apresente novidades, personalize suas páginas, faça promoções que são a cara de sua clientela e conquiste a atenção dos seus futuros clientes. Mas não se esqueça:
  • publique imagens de alta qualidade
  • use hashtags, elas divulgam ainda mais a sua marca
  • defina um cronograma de postagens e siga ele
3) EVENTOS

Aproveite as datas comemorativas (ou qualquer outro dia) para promover eventos que levem as pessoas ao interior da sua loja. Essa é uma ótima maneira de aumentar as suas vendas e chamar a atenção do público.

4) TREINAMENTO e MOTIVAÇÃO



Para que os vendedores ofereçam um atendimento adequado, é necessário investir em treinamento. Além disso, em tempos de crise, o vendedor precisa ser motivado para vender mais. Assim:
  • separe bem as tarefas
  • estabeleça metas específicas, mensuráveis e atingíveis
  • aproxime-se dos colaboradores, sendo franco sobre a situação da empresa e aceitando sugestões
Além disso, é muito importante que os vendedores, principalmente em loja de roupa, estejam com uma boa aparência e entusiasmados em relação aos produtos que vendem.

5) AMBIENTE ADEQUADO

Um ambiente adequado faz com que as pessoas se sintam confortáveis em sua loja, aumentando a chance das vendas. Assim, mantenha sempre a limpeza do local, coloque uma música ambiente agradável, uma boa iluminação e faça uma distribuição organizada dos produtos, facilitando sua visualização e, consequentemente, sua venda.

6) PROMOÇÃO INTELIGENTE




Uma boa dica é mudar o perfil das ofertas semanalmente para que o cliente possa encontrar uma novidade a cada semana. Além disso, uma boa forma de ganhar clientes é vender mais por menos, ou seja, vender mais peças por um preço menor no estilo "leve dois pague um". Em tempos de crise, o preço de seu produto deve ser competitivo!

7) PLANEJE A VITRINE

A vitrine pode contribuir com até 80% das vendas. O ideal é que ela seja trocada semanalmente, visando sempre atingir o seu público alvo. Fique de olho na concorrência e nas tendências do momento. Algumas dicas:
  • crie vitrines temáticas, por exemplo, em datas comemorativas e feriados
  • exponha as novidades, os produtos mais vendidos ou aqueles parados no estoque
  • cuidado com a mistura de cores!
  • coloque uma boa iluminação
  • evite o amontoado de peças na exposição
  • utilize manequins dinâmicos, com peças articuláveis, que promovam "atitude" e estilo a sua vitrine
8) SOLUÇÃO COMPLETA


Hoje em dia o cliente não busca um produto, ele busca a solução de um problema, seja o traje para aquela festa ou o vestido que a emagreça. Assim, o varejista deve aproveitar para fazer aquela "venda cruzada", ou seja, deve expor o look completo ao redor da loja.

9) SENSO DE URGÊNCIA


O consumidor precisa ter a certeza de que o momento da compra é aquele e que se deixar para depois pode perder uma ótima oportunidade. Por isso, é preciso criar uma ação atraente ao olhos do público.

10) INTERATIVIDADE

Quanto mais o cliente puder interagir com a sua marca, melhor!
Na Chilli Beans, por exemplo, as pessoas tiram fotos com os óculos escolhidos na própria loja e encaminham pelo Facebook para que seus amigos deem suas opiniões sobre o look. Os vendedores nunca devem se esquecer de oferecer ao cliente que provem a peça no provador,  pois vestir a peça pode ser a chave final para a compra.

Em períodos de crise (e fora deles), o mais importante é usar a criatividade. Sua empresa deve se diferenciar da concorrência e investir em um marketing inteligente e eficaz. É fato que existem coisas que não funcionam. Invista naquelas que você sabe que funcionam, deixe a criatividade rolar solta e nunca se esqueça que o que mais vende é a qualidade do seu produto!

Texto: Bia Botelhos

Quer mais dicas para o seu negócio? Acesse: Dicas

Comentários