Algumas dicas para fazer promoção


Ao se deparar com uma campanha promocional mais apelativa, provavelmente você já deve ter se questionado: será que a empresa está assim tão desesperada para vender?
Tamanho é o medo de parecerem desesperadas que as companhias limitam-se às ações promocionais mais óbvias, ou seja, aquelas que o próprio cliente já espera, como troca de coleção e datas festivas.

Especialistas estimam que moradores de cidade grande recebam cerca de 3 mil “apelos ao consumo” diários (na forma de anúncios, outdoors, folhetos, rótulos, cartazes, promoções, etc). O grande problema é que o cérebro humano tem a capacidade de processar apenas uns 200 ou 300 desses apelos. Portanto, quem não for “notável” não será notado, destaca.

As dicas
O risco de promoções provocarem efeito negativo é baixo, desde que não sejam uma seguida à outra, o que daria a impressão de “liquidação permanente”.

Pode-se utilizar formatos inteligentes, como exemplo:

1) Descontos progressivos dados uma vez por ano. Nesse sistema, o consumidor que leva uma peça tem 10% de desconto, se leva duas tem 20% e assim por diante;

2) Campanhas do tipo “compre dois produtos e leve três” ou aquelas que destacam apenas alguns itens promocionais com etiquetas ou adesivos;

3) Oferecer amostras dos produtos que podem estar anexadas a outro item ou encartadas em um anúncio;

4) Promover condições especiais no aniversário da empresa, assim como oferecer brindes de pequeno valor (como canetas, bonés e agendas) com o logotipo da empresa.

5) Uso de vale-brinde: pequena peça de papel, plástico, madeira ou outro material colocado junto, dentro ou na própria embalagem de um produto. Essas promoções, conhecidas como “achou, ganhou”, ajudam na formação ou fixação da marca e também auxiliam a rotação do estoque de alguns produtos.

6) Distribuição gratuita de prêmios efetuadas mediante sorteios, vales-brindes ou concursos precisam ser autorizados e fiscalizados pela Receita Federal, no caso de instituições financeiras, ou pela Caixa Econômica Federal. (Saiba como pelo site da Receita Federal)

7) Fazer acordo com os principais fornecedores com o intuito de obter apoio em promoções e vantagens adicionais para os seus clientes também pode ser um bom negócio.

8) Oferer algo gratuito somente onde o cliente não está pagando indiretamente.

9) Oferta do dia também pode ser uma ferramenta interessante para atrair clientes. Lembrando que deve ser  mudada diariamente.

“E lembre-se de que o cliente sempre compra pelas razões dele, nunca pelas suas”.

fonte: http://blogdosempreendedores.com.br



Veja também:
- O que é Pinterest e como usá-lo em favor de seu negócio
- Moda e negócios na internet
- Ambientação adequada pode aumentar as vendas
- Comércio nas redes sociais
- Aumentando as vendas com a satisfação dos clientes
- Tire mais lucro da liquidação
- Liderar equipes para gerar resultados
- Dez passos para contratar bons vendedores
- Vinte dicas para vender para a classe média
- Modernizando a loja para aumentar as vendas
- Como aumentar suas vendas
- Dicas de atendimento na época do Natal
- Algumas dicas para fazer promoção em loja de varejo